sábado, 22 de dezembro de 2018

Meu presente de Natal.



O que uma criança representa em sua vida? Pense nas crianças que conhece, que convivem e conviveram contigo, nas que dependem e dependeram de ti. Pense nas crianças que por descuido seu olhar não pôde ver o brilho da esperança, pureza, doçura e inocência. Crianças querendo apenas ser crianças...

Hoje me faço mais uma vez criança. Talvez tu me reconheça ao ver o brilho no olhar. Talvez tenha convivido comigo, e sente saudades... Talvez ainda vais conviver comigo, sem ao menos ter sonhado, ou quem sabe foi feliz comigo, sem ao menos ter esperado. Independentemente de como me vejas, ou me queiras, hoje, eu estou aqui! Ainda não sabes quem sou? Sou o menino Wellington Maia.

Hoje desejo e lhe peço carinhosamente para que deixe-me ser criança! Sei tudo sobre você, seus segredos, desejos e sentimentos. Te conheço e convivo contigo  desde seu nascimento. Conheço seu coraçãozinho, e quer saber? Ele é o mais puro que conheço, existe tanto amor nele... Como sei disso? Sou a criança que habita em ti...

Mesmo sendo criança hoje cuido de ti. Mas não apenas hoje, e sim por toda sua existência. Basta me aceitar e sempre serei contigo e com os seus. Hoje o Natal se faz criança, em milhões de festas em família serei celebrado.  Não se esqueça das crianças, não se esqueça de mim... Hoje me fiz criança, estou fazendo mais um aniversário, e meu presente é você! Quem eu sou? O Menino Jesus...

Feliz, iluminado e abençoado Natal para todas as crianças. Amém!

Wellington Maia.

# Na pureza, a gente fica por aqui hoje! 22 dez. 2018.


sábado, 15 de dezembro de 2018

Post 78 - Saudades



Vejo em seus olhos inocência e simplicidade
A ternura com que sonhas emana luz...
Suavemente vais dissipando toda solidão,
Tal qual o sol que aquece aquele banco frio
Abandonado, em tristes tardes de verão...

Vejo o sorriso tímido dar espaço ao desabrochar 
De uma alma pura e cristalina. De tamanha beleza
Seu pequeno corpo se torna um belo roseiral, 
Onde espinhos são gentis anjos da felicidade. 

Vejo em seu olhar o azul do céu unido ao mar, 
Onde caminhávamos de braços dados à beira-mar. 
Os nossos rastros na areia jamais se apagarão,
Eles aquecem a água fria no mergulho da solidão. 

Vejo o seu sorriso tímido ligeiramente coberto
Por suas delicadas mãos, a luz por entre nuvens
São anjos da paz. Revivo o amor incondicional, 
Me acalma teu abraço caloroso, o beijo no rosto,
E o cheiro no pescoço. As mãos a me acariciar 
Seguido por um beijo na testa, por me respeitar...

Vejo o solitário garoto tímido, terno e sonhador
Abraçando a amorosa senhora de olhos azuis 
Mãos delicadas e sorriso tímido. Estão refletidos
Nas estrelas iluminadas por lágrimas de saudades
Levadas pela brisa. Saudades... Biza...

Seu Neto, 
Wellington Maia.

# Com saudade a gente fica por aqui hoje! 15dez.2018.

Oxe.: Sinto saudades sem dor, aquela que nos trás um sorriso incontrolável, lágrimas de uma emoção gostosa de sentir. Essa música que tanto adorava marcou muito, e hoje vejo o quanto ela diz muito mais que posso simplesmente ouvir. (Wellington Maia).

   Roupa Nova - A viagem.